terça-feira, março 31, 2009

veia semi-poética

luzes encaminhadas por mim
vão por labirintos estreitos.
rebeldes impurezas.
doces tentações, estas.
venham desligadas,
que meu corpo não aguenta
mais pesos nas pálpebras
que nascem daqui,
luzes apagadas em ti.