quinta-feira, março 12, 2009

Três homens tristes

Sabem aquelas pessoas que deixam de ser pessoas só porque arranjam uma pessoa? Eu conheço três. E são três homens.
Eu conheço três homens que se anularam mentalmente para se tornarem o alguém de um alguém.
Ou melhor, eu conheço três homens que alteraram de tal forma os seus comportamentos que deixaram até de existir. Andam apenas por aí. Deixam de telefonar, deixam de contar piadas, deixam de dizer coisas minimamente interessantes aos outros, isto porque telefonam sempre à mesma pessoa, contam piadas à mesma pessoa, dizem coisas minimamente interessantes à mesma pessoa.
E basta.
E reduzem-se a uma pessoa. E resumem-me a uma pessoa. E tornam impossível que se volte atrás e que se recuperem os telefonemas de antes, as piadas de antes, as coisas minimamente interessantes de antes.
Eu tenho três amigos que já foram mais do que são.
Agora reduzem-se e resumem-se a telefonemas por fazer, a piadas por contar, a coisas minimamente interessantes por dizer.
Basta!