terça-feira, março 31, 2009

veia semi-poética

luzes encaminhadas por mim
vão por labirintos estreitos.
rebeldes impurezas.
doces tentações, estas.
venham desligadas,
que meu corpo não aguenta
mais pesos nas pálpebras
que nascem daqui,
luzes apagadas em ti.

segunda-feira, março 30, 2009

Lembrete



Este menino (nomeadamente o cor-de-rosinha) resiste a um mergulho em triplo encarpado directamente para um balde cheio de água!

quarta-feira, março 25, 2009

Música pirosa. E eu gosto.



Chicago, If You Leave Me Now

segunda-feira, março 23, 2009

Os betos também se abatem

Não gosto de putos betos. Mas, apesar de betos, são putos. Têm desculpa.
Não gosto de pais betos, que, além de betos, são estúpidos. Por isso, não têm desculpa.
Têm aquele ar de realeza debaixo da barriga, deixam de cortar o cabelo durante uns meses para, aos fins-de-semana, tirarem a prancha da garagem e serem cool, e adoram estacionar em segunda fila à porta do colégio dos seus rebentos. E é por esta razão, meus caros, que quase todos os dias chego atrasada ao meu local de trabalho. Estes senhores e senhoras, muito provavelmente doutores, muito provavelmente com um hífen a separar os últimos dois apelidos, deixam os seus Mercedes, Porsches e BMW no meio da rotunda e/ou à porta do colégio onde, nada mais, nada menos, passa o autocarro e/ou eléctrico que apanho diariamente. É vê-los a sair calmamente da viatura, vestir o casaquinho ao Sebastião e à Maria Concha, tirar as mochilas da mala do carro, darem um beijinho na despedida (sim, só um, há que manter a tradição) e regressam calmamente ao bólide. Não pedem desculpa ao motorista que, a esta altura já lhe deu três AVC e uma dorzinha de barriga a assistir a este cenário nem a nós, comuns mortais que nos transportamos em veículos de grandes dimensões e de cor amarela.
E isso irrita.
E isso ainda torna mais complicado começar a semana.

quinta-feira, março 19, 2009

menina do papá

quarta-feira, março 18, 2009

O meu próximo objectivo de vida



Single Ladies (Put a Ring on It), Beyoncé

Assim que me passar a p**** da lombalgia que me deixou praticamente inválida estes últimos dias começo a treinar esta coreografia! Ai, começo, começo!

sexta-feira, março 13, 2009

Bom fim-de-semana











Assim já não sei se vou ao concerto



Chris Cornell, Ground Zero

quinta-feira, março 12, 2009

Três homens tristes

Sabem aquelas pessoas que deixam de ser pessoas só porque arranjam uma pessoa? Eu conheço três. E são três homens.
Eu conheço três homens que se anularam mentalmente para se tornarem o alguém de um alguém.
Ou melhor, eu conheço três homens que alteraram de tal forma os seus comportamentos que deixaram até de existir. Andam apenas por aí. Deixam de telefonar, deixam de contar piadas, deixam de dizer coisas minimamente interessantes aos outros, isto porque telefonam sempre à mesma pessoa, contam piadas à mesma pessoa, dizem coisas minimamente interessantes à mesma pessoa.
E basta.
E reduzem-se a uma pessoa. E resumem-me a uma pessoa. E tornam impossível que se volte atrás e que se recuperem os telefonemas de antes, as piadas de antes, as coisas minimamente interessantes de antes.
Eu tenho três amigos que já foram mais do que são.
Agora reduzem-se e resumem-se a telefonemas por fazer, a piadas por contar, a coisas minimamente interessantes por dizer.
Basta!

quarta-feira, março 11, 2009

terça-feira, março 10, 2009

Observações

Alguém apresente o Miguel Veloso ao Miguel Veloso, se faz favor. Assim, o Miguel Veloso passa a falar de si, Miguel Veloso, e não do Miguel Veloso. Ou então ensinem-lhe os pronomes pessoais.

Constatações

Viajar de avião é bom. Viajar num avião cheio de portugueses é outra coisa.

Cá te espero

Chris Cornell estará no Optimus Alive! a 11 de Julho.
E eu também.
Desta vez vens, certo?

quinta-feira, março 05, 2009

Medo

"Sou tão feroz na cama como aos 20 anos."

Maya, in Flash!

quarta-feira, março 04, 2009

Complicadex

Eu sou uma entre os milhares de utentes do sistema de Saúde da Segurança Social sem médico de família. Por isso, só tenho direito a consulta por semana, sempre depois de todas as outras pessoas serem observadas pelo sotôr, isto é, quando o senhor já está a olhar para o relógio, a pensar no jantar, e fartinho de ouvir as queixinhas dos desgraçadinhos dos velhinhos. E só há cinco vagas, uma vez por semana. E a hipótese de conseguir essa vaga é semelhante à de vencer o Euromilhões. Vá, estou a ser exagerada. É mais fácil ganhar o Euromilhões. É mais fácil acertar em cinco números e em duas estrelas do que conseguir ligar para o Centro de Saúde e ser uma das cinco a marcar a tal consulta de reforço. Isto porque é suposto ligar às quartas-feiras, às 16 horas. Ora, hoje, esperta que sou, liguei às 15h57, contando com o tempo que ia aguardar que me atendessem e tal. A cena passou-se assim:

Tuuuuuu….tuuuuuuu…. (isto é o som do telefone a chamar, como é óbvio)

O mau: Centro de Saúde Santo Condestável, boa tarde!
A boazinha: Boa tarde. Queria marcar uma consulta de reforço.
O mau: Ainda faltam três minutos.
A boazinha: Hmmm….mas no meu relógio já são 16h. (espertaaaaa, hã?)
O mau: Pois, mas ainda faltam três minutos. Tem de ser às 16h, ‘tá bem?
A boazinha: Sim, mas normalmente não atendem e depois nunca consigo consulta. (a esta altura já me estava a fazer de coitadinha, confesso)
O mau: Tem de aguardar em linha. Isto é assim, há a tolerância de 10 chamadas em espera, tem de aguardar. (a crueldade desta pessoa é inacreditável…!)
A boazinha: OK. (rendi-me)

Desligo.
Marco imediatamente o mesmo número.

Tuuuuuu….tuuuuuuu… (já sabem o que é…)

O mau: Centro de Saúde Santo Condestável, boa tarde! (a mesma pessoa)
A boazinha: Já são 16 horas… (num tom triunfante!)
O mau: Diga então o seu nome, por favor...