domingo, outubro 28, 2007

Vontade

É aquela sensação de molhar os lábios sem sentir sede. Um vício maior do que o carinho de roçar a língua pela boca, num gesto semi entregue ao desejo de entrar por uma via mais estreita e me perder. Por aí, enquanto aqui estás. Seguir-te, mesmo que o risco esteja lá para não ser pisado. E por lá fico, num fim de tarde preso a uma madrugada que podia ter sido o que vai ser, com certeza, um dia. O encontro será sob um ecrã de néons onde tudo passa mais depressa.