domingo, setembro 30, 2007

Shhhhh...

Foto: PPG



segunda-feira, setembro 24, 2007

Fora de jogo

De todas as intensidades escolho a total. Porque sei que jamais será como ontem, a troca imediata de tudo. Ao fechar os olhos, o nó que surge na garganta é incómodo e parte-se um vidro que ajuda a respirar melhor. Ar mortiço este, que não me deixa suspirar o belo prazer da minha paixão. As letras, os livros, as estrofes daquele poema que deixo sempre para depois. E depois apareces tu, minha luz de fim de dia, e as mãos delineam um outro contorno. Fazes-me esquecer todas as caras duplas que vi durante o dia, os pseudo génios disfarçados que capotam a verdade, as figuras que vivem um triste e quase desconfortável presente. Dou-lhes a recompensa de não fazer parte dos seus dias. Não quero contaminar a pureza dos meus dentes com a falsidade que lhes escorre pelas pestanas, sempre que olham em minha direcção.
Anulo-me para cimentar a indiferença que têm em mim.

domingo, setembro 09, 2007

Revisões

"Os Filhos do Homem"

" De Tanto Bater o Meu Coração Parou"

" Charlie e a Fábrica de Chocolate"