quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Certa melhoria

Estou a perder defeitos. Ando a largá-los por aí, pelos cantos dos dias que deixas passar por mim, a esvair-me de coisas menos boas, porque preciso. O abandono das sub-qualidades pertence à minha razão, ajudada pelas conversas das noites claras em sono. Vou abandonando preocupações por todos os sítios que nunca visitei. Encontrar-te-ei, talvez, por essas ruelas um tanto escondidas. Eu sei que andas por aí.
Estão mais quentes, aquelas paredes. Também o chão que piso todos os dias e a almofada branca vincada pelas horas pouco dormidas. Até aí larguei um pedaço menos bom, vindo lá do fundo. Pus de lado o estômago e todas as vezes que ele treme por dia. Larguei o sonho e a necessidade de entendimento de tudo, porque preciso.
E é a sorrir que passo hoje por aquela porta. Eu sei que andas por aí.