segunda-feira, novembro 13, 2006

Memória Maior em Mim

Eu conheço uma pessoa maior em memória. Maior até do que o tempo que viveu em mim. Um homem que os livros conhecem de cor, de tantas vezes que por ele passaram. As mãos deste homem conhecem os meus cabelos. Mas quando ele caminha e se afasta, a segurança do seu andar grita o seu nome e as as largas passadas suas dão às calçadas um novo ar.
Ele é uma antevisão de mim e eu nunca o tinha percebido. Nem a ele nem às ideias (agora) óbvias que ele anunciava por entre risadas irónicas.
Eu conheço este homem porque sou como ele. Todas as suas falhas são os meus defeitos, todos os seus sucessos são o retrato das minhas conquistas.
Os dias em que o conheci foram permitidos pelos singelos minutos de amanhã.
A hesitação diz agora que sim.
Eu conheço um homem maior do que a dúvida, maior do que o medo de uma recusa a quente. Um homem que me plantou e que agora lança borboletas ao ar enquanto durmo e sonho com ele.