domingo, julho 16, 2006

Tentativa de poemicídio

Tremores que tocaram o passado
Em mim desceram e rodopiaram em cabelos,
Como as vossas mãos unidas
Entrelaçadas nos pensamentos de há um ano.

Passados os trinta dias doze vezes por nós
A máquina do corpo pesou no lado esquerdo
E por lá ficou a marinar
Tal como eu, cansada.

Por ti me deixo
A pensar em tudo o que quis dizer
Com lábios amordaçados em juras de amor bolorentas.

Em ti me deixo
Soluçando a alegria em ver
Que o teu par a mim não é igual .