quinta-feira, abril 27, 2006

Vidas separadas

Chegou a casa com o cabelo por lavar e nos olhos pretos cansados de negro trazia a desilusão de mais um dia.
Ela sabia-o. Soube-o a novidade, porém.
Ele arrastou a cadeira bamba encostada à mesma porta vermelha de sempre e, naquele fim de tarde de Verão, sentou-se .
-Fiz o jantar. Queres?
A resposta atirada por entre os dentes foi clara.
Ele já tinha comido.